Buscar

Questões de produção, parte 2

foto do Moskow Três da manhã. Horas dormidas nas última 40 horas? Umas 10. A esta altura nossa protagonista está zanzando pelos corredores de um grande casarão antigo, zanzando como zanzam aqueles zumbis meio pilhados de filmes blockbuster. O mundo da produção de eventos é um universo paralelo dos mais perversos – desses que você ama odiar, ou odeia amar. É impossível mas paga bem. É estressante mas é viciante. É massacrante mas faz um bem incrível pra autoestima. Fazer, ligar, realizar, construir, desenrolar, viabilizar. Muito mais verbo do que os costumeiros adjetivozinhos bonitos que eu me esmero tanto em usar nesses textos que quase ninguém lê. Produção de eventos é um curso relâmpago de

Questões de produção, parte 1

To inventando essa história ou a gente se encontrou numa conexão naquele aeroporto distante em BH e andou uns dois quilômetro ao lado da maior fila de táxi que eu já vi na vida pra tomar duas cervejas no boteco mais deprimente que já houve? Isso rolou, não rolou? A gente curtia uns botecos bem sujos. As cartinhas escaneadas que você me mandou outro dia me deixaram meio zonza. Estou naquela fase de começar a esquecer umas coisas da “baixa” juventude. Outro dia contei numa mesa de bar que tinha escrito trabalhinhos de geografia à mão, que tinha pesquisado coisas na Barsa, e vi uns jovens se espantarem de fato. O pior é que esses jovens têm idade pra estar na rua bebendo comigo. Na real, o pior

foto: Nicolas Soares 

Graduada em tradução e mestre em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Desenvolve conteúdo escrito para absolutamente qualquer coisa, traduz (do e para o inglês), prepara romances, sugere livros para momentos difíceis, casa pessoas e o que mais você estiver precisando. 

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
Por assunto
Arquivo