Buscar

Offline aos trinta

Uma foto do poço do marimbondo roubada da internet e que não faz a menor justiça à beleza do lugar Eu me orgulho muito de ser precisamente da última geração que se lembra do mundo offline. Acho que pertencer a esse grupo de transição me fornece não só skills importantes, mas também uma noção subjetiva de mundo que é bem confusa, pra ser sincera, mas também muito única, e eu gosto dela. Encho a boca pra dizer que mochilei sem celular e sem notebook em 2007/2008, ligando pra casa de orelhões a cada dois ou três dias e usando internet no albergue de vez em quando, apenas pra subir aquela ocasional fotinho no fotolog. Sou da geração Winamp/Napster, usei internet discada, you know the drill; não

foto: Nicolas Soares 

Graduada em tradução e mestre em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Desenvolve conteúdo escrito para absolutamente qualquer coisa, traduz (do e para o inglês), prepara romances, sugere livros para momentos difíceis, casa pessoas e o que mais você estiver precisando. 

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
Por assunto
Arquivo