Third time’s a charm (Sobre o show do Baianasystem na Fundição)

A terceira vez é certeira, diz o ditado popular comum nos países de língua inglesa. Sinto que a frase é menos profética e mais um auto-incentivo, tipo “agora vai”, ou “sou brasileiro e não desisto nunca”. Pois que sábado último não foi o meu terceiro show do Baianasytem - foi o segundo. Então por que estou dando esta palestrinha? É que estou me referindo à terceira vez em que venho por meio desta internet escrever sobre um assunto provavelmente chato, mas do qual eu não canso - sobre sair sozinha pra baladas e shows, ou sobre a importância de calar a boquinha e dançar. Sábado eu estava decidida a não me perder do pack. Nem propositalmente, como costuma ser o caso, nem sem querer. Estaria com

foto: Nicolas Soares 

Graduada em tradução e mestre em Literatura, Cultura e Contemporaneidade pela PUC-Rio. Desenvolve conteúdo escrito para absolutamente qualquer coisa, traduz (do e para o inglês), prepara romances, sugere livros para momentos difíceis, casa pessoas e o que mais você estiver precisando. 

  • Facebook - Black Circle
  • Instagram - Black Circle
  • Pinterest - Black Circle
Por assunto
Arquivo